sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Marcio André Bi-Campeão Europeu 2015/2016 (SiteTatame)

O Europeu de Jiu-Jitsu da IBJJF, realizado durante a última semana em Odivelas, Portugal, foi especial para Márcio André. Totalmente recuperado da lesão no joelho que o tirou das competições por um bom tempo, o atleta da Nova União teve um ótimo desempenho. Na disputa do absoluto, foi derrotado somente nas quartas de final, quando foi finalizado em um leglock por Erberth Santos, mas anteriormente, havia feito boas lutas contra Alex Ceconi e Felipe Bueno, saindo vencedor em ambas. Em entrevista à TATAME, Marcinho fez uma análise do seu desempenho no peso aberto e explicou o que aconteceu em seu combate contra Erberth.
“O Jiu-Jitsu é um jogo de xadrez, como os mais antigos dizem, então, um erro custa caro. Eu lutei bem, fiz boas lutas contra o Alex Ceconi e Felipe Bueno, mas contra o Erberth Santos, executei um giro e caí em outra finalização. Eu poderia ter segurado, mas não quis arriscar. Meu corpo e minha saúde são mais importantes. Agora, eu volto para academia e corrijo meus erros para a próxima competição”, afirmou Márcio - vencedor na sua categoria -, que ainda falou sobre o prazer de lutar com atletas de categorias maiores que a dele.
620x413
No absoluto, Marcio fez boa campanha e foi derrotado somente nas quartas (Foto JiuJitsuNerd)

“Para quem me conhece, sabe que desde faixa-azul eu luto absoluto. Eu gosto de me testar com os atletas de outros pesos, é divertido para caramba. Aproveito da minha flexibilidade para desenvolver meu jogo e vencer meus adversários. Eu quis lutar o absoluto do Europeu para deixar toda minha adrenalina antes da categoria ali, além do fato de eu estar um tempo fora por causa da minha lesão no joelho. Meu professor confia muito em min e isso aumenta a minha confiança também, me dá ainda mais motivação. Parabéns para o campeão Felipe Preguiça, ele é muito duro e humilde, mereceu o título”, elogiou o atleta da Nova União.
Já com o bom resultado no absoluto, disputado no último sábado (23), Marcio André chegou no domingo (24) para a disputa de sua categoria, peso-pena, com a adrenalina mais controlada e também confiante em manter o título do Europeu em sua divisão. A estratégia adotada pelo lutador deu certo e Marcinho manteve o ouro, fazendo um excelente combate na grande decisão contra Paulo Miyao - atual líder do ranking mundial da IBJJF - e vencendo na decisão dos árbitros. O faixa-preta fez elogios aos lutadores de sua categoria, ressaltando que é uma das mais complicadas atualmente no Jiu-Jitsu, com grandes nomes e duelos movimentados.
“A minha categoria é uma das mais complicadas do Jiu-Jitsu atual. Graças a Deus, deu tudo certo e eu pude sair com o ouro novamente. Tem ótimos atletas nesse peso, mas eu sou obcecado pelo meu trabalho, me dedico bastante. Eu trabalho duro todos os dias, dou aula e treino bastante. Lutar com o Paulo Miyao não foi nenhuma surpresa, a gente se enfrenta desde a faixa-azul. Já ganhei, já perdi. Não estudei o jogo dele, não, eu apenas coloquei meu Jiu-Jitsu em prática e graças a Deus foi tudo dando certo. Mal posso esperar para lutar novamente, eu amo isso tudo”, afirmou Marcio, que ainda está em dúvida se vai seguir disputando as competições no absoluto ou não, ressaltando que seu foco é a categoria dos penas, a do seu peso original.
620x413
Marcio André vibra após derrotar Paulo Miyao e conquistar ouro no peso-pena (Foto JiuJitsuNerd)

“Não sei se vou continuar lutando absolutos, depende do dia, se eu estiver me sentindo bem e se meu professor me der o aval também. É um conjunto de fatores. Lutar absoluto é muito bom, eu me divirto bastante e não tenho preocupação nenhuma. Meu objetivo sempre vai ser a categoria, mas lógico, sempre que entrar no absoluto quero ganhar”, concluiu o faixa-preta da equipe Nova União, do Rio de Janeiro.
TAGS MARCIO ANDRÉ PAULO MIYAO EUROPEU DE JIU-JITSU IBJJF ARTE SUAVE JIU-JITSU